Coisa de Mulher

Quem foi que disse
Que homem não gosta de flor?
Que não acha o por do sol lindo?
Qual homem nunca dormiu chorando?
Qual deles nunca acordou sorrindo?

Quem te falou que pra ser homem de verdade
Não pode sentir medo
Nem tremer a ponta dos dedos
Nem sentir saudade?

Confesso que a gente não nasceu com a manha
Que nem mulher quando se assanha
Pedindo um pouco de carinho
Chega faceira, devagarzinho
Faz um chamego, bebe uma taça de vinho

Não muito diferente do cabra valente, enfezado
Basta pôr o amor do seu lado
Logo recebe um cheiro no pé do pescoço
Vai ver ficar manso o cabra que era um grosso

Tem que acabar com esse negócio
De tanto casamento, tanto divórcio
Que fulano é, ou fulana não é
Que isso é coisa de homem,
Que aquilo é coisa de mulher

Quero encher o peito e soltar o grito
E entrar na igreja todo bonito
Ir até o padre e dizer Amém,
Se isso é coisa de mulher,
Eu quero ser mulher também.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s