Aos Ciumentos e Invejosos

É difícil viver com as pessoas porque calar é muito difícil. (Friedrich Nietzsche)

O ciúme tem algumas diferenças e algumas semelhanças com relação à inveja.

Enquanto o ciúme é baseado no medo da perda, seja a perda de atenção, pessoas, poder ou admiração. O fato é, que o medo da perda, é o grande sentimento motivador para a pessoa possessa de ciúme agir loucamente em suas sandices. O medo da perda, portanto, denuncia a fraqueza do ser humano.

Já a inveja, é bem mais sórdida, é bem mais ardilosa e negativa…
Pior do que uma fraqueza, é uma possessão psíquica maligna, é a filha mais poderosa da ira.

A intenção matriz do invejoso não é o medo da perda de algo substancial pra sua vida, como no caso do ciúme.

O primeiro motor do invejoso é exatamente a falta de conteúdo substancial em si mesmo. Ele é fruto de uma estima baixa, é filho de uma auto-imagem deformada, negativa. É a “corporificação” da presença da ausência…

Ele encontra o que falta em si em outras pessoas e passa a invejá-las.
O exemplo clássico é a história infantil da branca de neve:

“Espelho, espelho meu tem alguém mais…do que eu?

A realização pessoal de uma pessoa qualquer, a felicidade verdadeira de alguém, faz tão mal, gera tanto mal estar ao invejoso, justamente pq as virtudes naturais de outrem deflagram as suas doenças internas mais íntimas. Suas carências e complexos mais exacerbados só são expostos no comparativo com a saúde.

É aquela velha história,

A cobra encurralou o vaga-lume na floresta e disse:
__Eu vou te matar!!! O Vaga-lume prontamente respondeu:
__Mas cascavel, o que foi que eu te fiz? Não te fiz nada…
E logo a cobra respondeu:
__Vc não precisa fazer nada. Seu brilho me incomoda.

Por isso não é difícil concluir que os invejosos, aqueles que são possuídos pela inveja, se reconhecem ao primeiro olhar, a primeira conversa.

Esse reconhecimento é tamanho que qnd dois estranhos, infelizes e invejosos ao se encontrarem, sem nunca terem convivido antes se reconhecem. A compatibilidade é expressa imediatamente, a empatia é tanta que parecem que são irmãos de vidas passadas.

Posto isto,
Há um fenômeno que ocorre na internet. Não é novidade pra ninguém que os iguais se unem, traçam laços de amizade entre si.

Hoje os invejosos andam aos bandos nas comunidades da internet.
E logo não é difícil concluir que as expressões de invejas se tornam coletivas…
Tornam-se covardes.

Os invejosos na internet são semelhantes aos peixes conhecidos comumente como peixe piranha.

O peixe piranha tem a característica de só atacar suas presas em bando. Jamais o ataque é individual, jamais é um duelo franco, aberto e com iguais condições…geralmente a maior característica desse espécie é a covardia. Atacam as vitimas qnd elas apresentam feridas e qnd elas são infinitamente em maior número do que suas presas.

Os invejosos na rede agem da mesma forma.
Buscam a covardia. Procuram estar dez, vinte vezes em maior número pra tentar destruir aqueles que possuem luz própria, e que de maneira nenhuma fez nada de mal pra ninguém.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s