Seja você mesmo

Um dia tive medo de ser aquilo que eu era dentro de mim,
mas os caminhos tortuosos da vida me levaram simplesmente a EU MESMA,
por isso agora sou feliz, pois não preciso mais me esconder dos meus próprios sentimentos!!!!

Uma coisa eu aprendi na vida:
Nunca deixamos pessoas que gostamos sem respostas…
mesmo que seja a pior delas….

Um sentimento sem verdade
é apenas uma triste ilusão do nosso coração!!!”

(Patricia Philips)

Muitas vezes quando passamos por diversos caminhos nos esbarramos com todos os tipos de situações e pessoas. Ao passar por elas você constroi o seu caráter vital (fora o que você também aprende com a educação doméstica) sua maneira de lidar com as pessoas e principalmente o que você não quer ser ou não gostaria de fazer! Você passa por altos e baixos, encontra pessoas boas más e as negativas ao extremo. Estamos sujeitos a erros acertos e principalmente a aprendizados. Mas será que tudo que as pessoas falam a seu respeito é aquilo que realmente te define?

Esbarrei nessa minha jornada com muitas pessoas, umas boas, umas ruins, umas cruéis e alguns idiotas também. Percebo que esbarrei nos mais diversos tipos de opiniões ao meu respeito: arrogante, prepotente, chata, insensata, a que coloca culpa nos outros, cruel, mesquinha, egoísta… Mas as vezes pergunto se não tenho alguma qualidade que sobressai algum desses adjetivos, já me peguei pensando se existe explicação científica pra tudo isso, mas, não sei o que realmente fazer. Mas mudando será que serei eu mesma? Será que essa história goste de mim do jeito que sou vale a pena pensar?

Não sei se os frutos de opiniões alheias próximas devem ser levadas 100% das vezes pra sua definição como pessoa. Mas por exemplo, nunca passei por cima de ninguém pra conseguir passar de semestre na universidade por exemplo ou se via uma pessoa que não sabia por onde ir num trabalho eu fazia o trabalho por ela pra que ela se desse melhor ou se pessoa precisava de um bom ouvinte estava disposta mesmo se fosse as 3 da manhã e eu estivesse super atarefada fazendo um trabalho, nos empregos então nunca passei por cima de ninguém pra ser o preferido do chefe, também achava que deveria crescer pelos meus meritos e inteligência. Mas nunca me senti melhor do que ninguém, nem espezinhei ninguém, mesmo com raiva depois de brigas com minha mãe nunca avacalhei ou expus a vida da minha família ao extremo de como já vi muitos fazerem de criticar a felicidade dos pais por exemplo.

Mas mesmo assim será que ainda devo ser eu mesma? Será que tudo que me dizem é verdade ou tem esse fundo de verdade? O que fazer, mudar daquilo que sou? Nada em mim está realmente bom? 

Acho que se todos temos a nossa essência e temos algo bom, porque mudar o conjunto pra agradar a quem se incomoda com suas qualidades e defeitos, isso seria ir contra a natureza proposta pelo criador, se todos fóssemos 100% que adversidade nós teríamos e quão sem graça seriam as relações? Talvez seja por aí onde comec a encontrar as primeiras respostas para as minhas dúvidas…

Texto redigindo ouvindo a song: Quando você crescer by Raul Seixas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s