Aborto

Desceu em mim a mágica loucura
a surdez maléfica, que me cega
a desprender de mim a vida que brota
numa gota sincera de vida humana.
escorre de mim a seiva ardente
o vulto da morte que me embriaga
de despir o que trago no ventre
antes do grito da madrugada.
mais uma criança morta á nascença
por quem ninguém verteu lágrimDesesperoas
envolta na lápide da minha descrença
onde não residem carinhos nem mágoas
ó Deus misericordioso e compassivo
acolhe no teu abraço
as crianças que se aninham
já sem vida
pela mão que recusa a transportá-las no regaço…

Texto Escrito escutando a Song: Air on a G String by Johann Sebastian Bach

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s